Saiba como funciona as sequências do famoso RPG da Square Enix e o porquê de Lightinning Returns não ser FFXIII-3.

Imagem
Uma das coisas mais errôneas que vejo na internet, são pessoas que não entendem como funciona um jogo da série Final Fantasy nos dias de hoje com suas várias expansões. Então resolvi dar uma clareada e deixar claro por que FFXII-2 não é uma versão melhorada de FFXIII (e nem pode ser por mais que alguns digam por que não tem linearidade e tal) e por que mesmo encerrando a história de FFXIII, Lightinnig Returns não e exatamente a sequência do jogo. Não acredita? Vamos conferir então Continuar lendo

Final Fantasy XII Zodiac Job System: Uma princesa que anseia pela liberdade

Imagem
Final Fantasy é uma série que sempre se reinventa e procura oferecer estilos e sistemas diferentes a cada versão. Desde FFX a empresa está buscando cada vez mais de maneira ousada renovar a série e evitar uma estagnação. Claro que essa renovação acaba dividindo o público, com gostos e opiniões diferentes. É difícil existir alguém que adore a todos os episódios lançados. Até mesmo pra mim que na minha primeira experiência com o jogo tive certo desdém, mas a vida ensina a sempre reavaliar e analisar novamente, especialmente se existe aquela dúvida. Realmente é tão ruim mudar? Precisamos mesmo ficar comparando os jogos lançados ao invés de apreciarmos cada um por suas características individuais?Foi por isso mesmo que revisitei Ivalice ao pegar a versão International que trouxe melhorias imensas ao jogo que eu aproveitei pra reanalisar o jogo e elaborar um texto mais coerente possível cede acordo com as verdadeiras qualidades do jogo. vamos lá pois o texto é grande! Continuar lendo

Final Fantasy XV: Mudança de nome,plataforma,desenvolvimento difícil e mais no polêmico jogo da Square-Enix

Imagem

A maior surpresa(ou não como veremos a seguir) da E3 foi a revelação de que FF VERSUS XIII estaria mudando de nome e plataforma: agora desembarcando no PS4 e XboxOne as plataformas de nova geração da Sony e Microsoft e sob um novo nome FFXV,além de usar a novíssima engine Luminous Light Continuar lendo

Flashback: The king of Fighters Maximum Impact: O impacto não foi tão grande

Imagem

Em 2004 KOF completou 10 anos e pra comemorar a SNK Playmore lançou a primeira versão 3D da série: KOF Maximum Impact.Desenvolvido pela Noise Factory(feita por ex membros da antiga SNK) a idéia aqui era dar novos ares e atrair um novo público para série.No entanto ele não foi bem sucedido conforme veremos a seguir. Apesar de a empresa ser muito novata no ramo 3D (Samurai Shodown 64 e 64 2 do Hyper Neo Geo 64,além de Warriors Rage do PS1 e wild Ambition pra ambas as plataformas não foram lá grande coisa),e da falta de sucesso,foi o melhor game 3D da empresa

Continuar lendo

O preço que a Square-Enix tem que pagar por inovar Final Fantasy

Imagem

É uma coisa engraçada o mercardo comercial.Você ao mesmo tempo que for lançar seqüências de um produto precisa obrigatoriamente inovar e ao mesmo tempo vender.Só que a inovação pode ser um problema sério na hora de agradar o público.
Esse é um dos principais desafios da Square-Enix.A série Final fantasy foi sempre pioneira quando o assunto era inovação.Cada episódio era uma experiência única em se tratar de sistemas e elementos da série.A empresa no passado não tinha medo de inovar.No entanto as pessoas todas possuem gostos diferentes então ela nunca obteve unanimidade neste aspecto.É até mesmo difícil achar fãs da série que gostem de todos os jogos da série e parece ser cada vez mais difícil agradar o público.
Mesmo com tanta inovação a série sempre foi um tanto conservadora nunca ousando em mudar seu estilo de jogo ou a narrativa,sempre focando nos dramas humanos da humanidade contra uma ameaça em comum. Continuar lendo

Okami: a poesia visual, arte deslumbrante na mais profunda força da natureza

Imagem

De vez em quando surgem jogos especiais, jogos que se desviam do comum, dos clichês da indústria de jogos. Jogos tão especiais que se tornam únicos.E que tal jogos que implantam um conceito mais artístico? ICO e Shadow of the Colossus são exemplos de games que buscam simplesmente uma expressão artística, sem se importar muito com o lado comercial da coisa.
Okami, obra-prima do hoje extinto Clover Studio é uma dessas pérolas que raramente brilham no mundo dos games lado a lado não só com os exemplos citados acima, como também com jogos como Rez, Lumines, Mirror Edge e o mais recentes Child of Eden e El Shaddai.
Um game fantástico que deixou seu nome na história e que agora estará prestes a ganhar uma versão em HD para os consoles da atual geração
Os criadores Continuar lendo

Exploração de franquias de sucesso, clonagem, clichês da indústria e repetição de fórmulas no mundo dos games

Vou tratar de assuntos polêmicos do mercado de games. Coisas que o jogador comum ou casual não percebe, mas estão lá. Então vamos lá.Você já sabe.Uma empresa de games cria uma franquia.dependendo da qualidade dessa franquia ela pode se tronar um sucesso,cativar jogadores pelo mundo(ou só num determinado país) e formar uma legião de fãs.Tamanho sucesso se reflete nas vendas.
Desta maneira logo uma seqüência passa a ser planejada para aproveitar o bom desempenho da primeira. Na maioria das vezes repete-se a fórmula do anterior acrescentando algumas melhorias naquilo que não deu certo no anterior,mas esse é um assunto que tratarei mais tarde.Primeiro quero falar sobre a exploração de uma franquia famosa. Continuar lendo